PARA QUE EXISTIMOS

O Centro de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde (CDTS) é um órgão catalisador e acelerador de processos de inovação na área de saúde. É o interlocutor que estimula a conexão entre a geração de conhecimento básico, tecnologia e produção. Existimos para facilitar a comunicação entre a academia e a indústria, com objetivo de fortalecer o Sistema Nacional de Inovação (SNI) do Brasil assim como, atender a população.

 

“Temos acompanhado o surgimento de um abismo entre pesquisadores biomédicos e os pacientes que precisam de suas descobertas. O CDTS existe para facilitar a comunicação entre a academia e a indústria, com objetivo de fortalecer o Sistema Nacional de Inovação (SNI) do Brasil, assim como atender as demandas da população. Com isso, estimular a inovação e sanar um dos maiores problemas que o Brasil tem em gerar inovação, que é essa desconexão entre a pesquisa e produção”.

Carlos Medicis Morel
Coordenador do CDTS

Entenda-se por inovação em saúde a geração de produto ou serviço que resultem em melhores intervenções - vacinas, fármacos, biofármacos, métodos e reativos para diagnóstico – para as populações que delas necessitam, onde quer que estejam.

 

NOSSA MOTIVAÇÃO

Hoje, no Brasil, pesquisa básica e produção acontecem de modo isolado. Dentro deste cenário, nossa motivação é facilitar a relação entre as competências e excelências existentes na Fiocruz com parceiros nacionais e internacionais para promoção da ciência translacional, preenchendo a lacuna existente entre ciência, tecnologia e produção.

“A Pesquisa Translacional (TR) avança e tudo indica que terá algum sucesso em corroer de modo aberto, no campo da pesquisa em saúde humana, o primeiro postulado de Vannevar Bush sobre o primado da pesquisa básica na política científica dos EUA”

Reinaldo Guimarães
Diretor da ABIFINA

NOSSO COMPROMISSO

O Centro de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde (CDTS), órgão vinculado à Presidência da Fiocruz, foi incorporado ao Estatuto da Fiocruz pelo VII Congresso Interno em 2015 com as seguintes atribuições e competências:

• Colaborar na articulação, gestão e ações da rede de desenvolvimento tecnológico e da inovação da instituição;
• Facilitar o desenvolvimento tecnológico e inovação de produtos e processos em saúde;
• Oferecer serviços tecnológicos com base nas suas plataformas, laboratórios de apoio e laboratórios flexíveis;
• Realizar parcerias intra e interinstitucionais no campo da Ciência Translacional;
• Prospectar, analisar e divulgar estudos estratégicos relacionados à cadeia de desenvolvimento tecnológico e Inovação em saúde;

Após a conclusão da construção das instalações do CDTS, o Centro também oferecerá serviços tecnológicos com base em suas plataformas, laboratórios de suporte e laboratórios flexíveis.

A Fiocruz fortalece o conjunto de instituições internacionais voltadas para a inovação e a pesquisa translacional no campo da saúde, atividades já conhecidas por estarem relacionadas com a Fiocruz e com atividades consolidadas de apoio no Sistema Único de Saúde, o SUS.